1.png
IPAM BLOG

09/11/2020

‘A melhor publicidade que o país pode ter’


O Governo estima que a Fórmula 1 tenha gerado 30 milhões de receitas. Daniel Sá considera que país ganha ainda mais com a ‘visibilidade’ e ‘reputação’ que estes eventos asseguram.

pexels-chris-peeters-12795

«Na pior das hipóteses, teremos um impacto na ordem dos 30 milhões para a região e país e, na melhor das hipóteses, teremos um impacto substancialmente superior». As contas do Governo ao Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, realizado no passado fim de semana, no Autódromo do Algarve – e apresentadas pela secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, na sessão de apresentação da prova –, já têm em consideração os impactos da pandemia (ficando abaixo dos 100 milhões de euros calculados no período pré-covid-19).

Ouvido pelo SOL, Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor executivo do Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) de Lisboa, vai ainda mais longe. O especialista considera que a realização de provas do género em Portugal pode, inclusive, garantir ao país ganhos mais importantes e duradouros, que ultrapassam a própria receita direta.

Excerto do artigo do Jornal Sol que conta com a participação de Daniel Sá. Aceda ao artigo completo em aqui.

 

 

VOLTAR <<


AGENDA

Conheça os próximos eventos do IPAM. 

LISBOA  PORTO