Modelo Académico: a simulação como parte do método de ensino
7 novembro 2023
Mafalda Ferreira é coordenadora da Licenciatura em Gestão de Marketing do IPAM Porto e recorda dois projetos de simulação realizados com estudantes de 1º ano e 3º ano.

Os projetos decorreram com todas as turmas de 1º ano da UC Cultura e Ideologia de Mercado e com as turmas de 3º ano do regime diurno da UC Gestão de Vendas.

1.º ano – Unidade Curricular: Cultura e Ideologia

Foi simulada uma situação de contacto com um potencial cliente chinês da empresa com a qual os estudantes estão a desenvolver um Challenge Based-Learning (CBL), que tem como principal objetivo desenvolver um projeto de adaptação cultural da marca Fruut a mercados internacionais.

Neste contexto o SBL permitiu aos estudantes simularem uma situação idêntica aquela que poderão experienciar num cenário real de contacto com clientes com características culturais diferentes das suas, num ambiente seguro e controlado. Permitiu ainda, a análise e reflexão sobre a experiência vivida, o que potencia o processo de aprendizagem de forma consistente.

No caso dos alunos de 1º ano, a experiência tem um enorme impacto, considerando que estão a iniciar o seu processo formativo no ensino superior e que são desafiados a aprender com base em modelos imersivos, desafiadores e transferíveis para contextos reais.

3.º ano – Unidade Curricular: Gestão de Vendas

O objetivo foi simular o processo de negociação de venda de uma empresa.

Com estes estudantes foi muito relevante a vivência da simulação, bem como a análise e reflexão integradora que ocorreu na sequência da mesma.

Do meu ponto de vista as experiências de simulação (SBL) permitem aos estudantes vivenciar cenários profissionais, com enorme realismo, uma vez que contam com a presença de atores profissionais sendo claramente de destacar o processo de análise e discussão moderado pelos professores responsáveis, que permitem a integração efetiva das experiências, articulando de forma relevante com as competências fundamentais a desenvolver nas unidades curriculares.

O Modelo Académico desafia-nos enquanto docentes, a re-inventar as práticas mais convencionais e a centrar o processo de ensino-aprendizagem no desenvolvimento das competências relevantes para os futuros profissionais.

Considero que, para cada um de nós, é um processo de aprendizagem contínua, uma vez que temos hoje, possibilidade de refletir sobre as nossas práticas pedagógicas e inovar, num ambiente colaborativo, com apoio constante da equipa responsável pelas práticas pedagógicas.

A formação que tivemos sobre os diferentes cenários de aprendizagem foi muito relevante e significativa, ajudando-nos, enquanto docentes, a refletir sobre o processo de ensino em que o estudante é o foco principal e a aprendizagem experiencial o eixo diferenciador.

O IPAM é uma escola única, que vê reforçada a sua capacidade de desenvolvimento de talento nos estudantes e professores, com um Modelo Académico inovador e desafiante!

Por: Mafalda Ferreira, coordenadora da Licenciatura em Gestão de Marketing do IPAM Porto

Modelo Académico: A simulação como parte do método de ensino
12 janeiro 2024
Ler mais
Modelo Académico: a simulação como parte do método de ensino
7 novembro 2023
Ler mais
Share
Lisboa: +351 210 205 702Porto +351 220 280 502Online: +351 210 205 702